Homem que matou outro com facada no abdômen é condenado a 7 anos de prisão

13 de junho de 2018

Em sessão de julgamento realizada na manhã desta quarta-feira, 13, o Tribunal do Júri da comarca de Vilhena, condenou, a 7 anos e 4 meses de reclusão, o autônomo Pablo Marcelo Pereira, acusado de matar Andrei Ricardo Teodoro da Silva.

O crime aconteceu em 22 de outubro de 2017, durante confraternização entre amigos numa casa localizada no Bairro Cidade Verde.

A vítima foi assassinada com um golpe de faca no abdômen após segurar o acusado por trás e fazer uma “gravata” no pescoço.

Segundo informações, teriam pedido para que Pablo fosse embora do local, já que ele estava brigando com a esposa.

A sessão de julgamento, ocorrido no Fórum Desembargador Leal Fagundes, foi presidida pela Juíza de Direito, Liliane Pegoraro Bilharva, com participação do promotor de justiça João Paulo Lopes e o advogado Reginaldo Ribeiro de Jesus, que apresentaram as teses de acusação e defesa, respectivamente.

O representante do Ministério Público alegou que a vítima perdeu a vida de forma tola e que era um absurdo mencionar que o acusado, ao usar uma faca para matar a vítima, agiu moderadamente para se defender. “Essa conduta representa o desvalor com a vida humana. Foi necessário cravar uma faca numa pessoa nessas circunstâncias, o que causou um dano irreparável”, disse João Paulo.

Por sua vez, ao defender o réu, Reginaldo de Jesus disse que, a atitude de usar a faca, era a primeira coisa que tinha à disposição para se defender. “A faca era o que tinha em cima da mesa. Não havia outra coisa para ele se defender. Se houvesse uma caneta, certamente, ele usaria a caneta. Alguém se imagina sendo atacado nesta situação?”, perguntou aos membros do Júri.

MORREU NO HR

De acordo com informações, após o crime, testemunhas socorreram a vítima ao Hospital Regional de Vilhena (HR), mas morreu minutos após dar entrada no pronto-socorro. Andrei Ricardo era funcionário do frigorífico JBS.

 

FONTE : Extra de Rondônia

Comentarios
Emporio