Jaru: PC e PM prende mais dois acusados de homicídio, policia investiga suas ligações com tentativa de homicídio a Hamilton Alves

12 de junho de 2018
Jaru: PC e PM prende mais dois acusados de homicídio, policia investiga suas ligações com tentativa de homicídio a Hamilton Alves

Uma ação da equipe de investigação da Polícia Civil juntamente com o apoio da Polícia Militar resultou na apreensão na manhã desta terça feira(12) de dois acusados de terem sido autores de um homicídio ocorrido no dia 29 de Abril deste ano no Município de Governador Jorge Teixeira.
RELEMBRE AQUI: Jaru: Policia Civil persegue por 40 km e captura elemento investigado por homicídio

A Polícia chegou até os dois suspeitos após terem apreendido João Paulo Lacerda, ocorrida no dia 15 de Maio, após uma intensa perseguição ao jovem que dirigiu um Honda Civic, e tentou despistar a polícia adentrando em diversas ruas, mas após algumas horas de perseguição, o mesmo foi capturado dentro da cozinha de um laboratório, localizado na Rua Florianópolis, próximo ao Hospital Municipal.

 

Segundo foi apurado, os homens que foram identificados como sendo A. da S.L, 42 anos e W.D T, 22 anos, também conhecido no Município como Gordinho, foram localizados em suas residências, localizadas um na cidade e outra na área rural do Município, eles são acusados de terem participação no homicídio do vaqueiro Paulo Renan Cordeiro,37 anos, e deixou o moto taxista que o carregava ferido, na madrugada do dia 29 de Abril, na zona Rural de Gov. Jorge Teixeira.

 

Um dos suspeitos apreendidos é tio de João Paulo Lacerda, e segundo foi apurado nas investigações, o mesmo teria tido uma confusão com a vítima em um bar do Município, o que dá a entender que este possa ter sido um dos motivos que levaram os acusados a cometer o crime.

Após realizarem buscas foram localizados ainda na residência, duas espingardas de pressão, adaptadas para calibre 22, que foram conduzidas juntamente com os dois suspeitos até a Unidade Integrada de Segurança Pública(UNISP), em seguida os acusados foram submetidos a exames de Corpo de delito e posteriormente encaminhados até o presídio, onde aguardarão à disposição da justiça.

 

Caso Hamilton Alves 

 

Hoje completa 53 dias da tentativa de homicídio contra o radialista Hamilton Alves,  durante este período o serviço de investigação da  Policia Civil vem analisando varias provas testemunhais e materiais. Uma das provas são filmagens de câmeras de segurança de estabelecimentos comerciais que registraram a passagem de dois suspeitos em uma motocicleta com as mesmas características descritas pelo policial militar que salvou o radialista.

Há ainda cogitações  que os três acusados presos mencionados a cima, possam ter envolvimento com a tentativa de homicídio contra o radialista Hamilton Alves. A Policia Civil considera a possibilidade, porém não se manifestaou sobre o caso.

Uma testemunha afirmou categoricamente que o calçado utilizado por um dos detidos é o mesmo usado no crime.

 

FONTE:jaruonline

Comentarios