Réu é condenado por assassinato após sair de festa em Casa de Forró regrado a droga e bebida alcoólica

13 de junho de 2018

Réu foi condenado a 24 anos de prisão; outros três foram absolvidos

O Tribunal do Júri realizado na última segunda-feira (11) em Ariquemes absolveu três réus e condenou um pelo assassinato de um homem no ano de 2016 após uma noitada regrada a droga e bebidas alcoólicas. O réu Leandro Pereira de Oliveira foi condenado a 24 anos de prisão em regime fechado. Os outros três réus; Alas R.S., Ismael A.S. e Lucas G.M. foram absolvidos.

Todos foram denunciados pelo Ministério Público por matarem a pauladas a vítima, Valdete Henrique de Aguiar. O crime ocorreu durante a madrugada do dia 02 de novembro de 2016 em Ariquemes.

De acordo com a denúncia de pronuncia (acusação), os réus unidos pelo mesmo propósito e previamente ajustados entre si, mataram a vítima Valdete Henrique de Aguiar por andar cambaleando pela via pública. Apesar da acusação, os jurados entenderam que somente o réu, Leandro Pereira de Oliveira deveria ser condenado pelo crime.

Em sua sentença, o magistrado Alex Balmant, destacou a insensibilidade do réu para com a vida humana, assim também como o estado dos denunciados na hora do crime, onde estavam embriagados e possivelmente drogados, por serem usuários de drogas. “A culpabilidade ressoa com alta intensidade do dolo e afere-se gravíssima, sendo sua conduta muito reprovável, pois tinha pleno conhecimento do desvalor e das suas consequências, demonstrando determinação e certeza, devendo-lhe ser aplicado o Juízo de censurabilidade por sua ação dolosa. Com efeito, demonstrou absoluta insensibilidade para com a vida humana, ao sair do estabelecimento comercial denominado “Forró dos Feras”, durante a madrugada, se unindo com mais três pessoas, seus amigos, todos usuários de drogas e sob o efeito de bebida alcoólica, espancaram a vítima, um desconhecido que estava à margem da avenida e, posteriormente, exterminou a vida do mesmo de forma totalmente fria e premeditada”, disse o magistrado.

O juiz também destacou que o réu matou duas pessoas em apenas três dias. “Além disso, colhe-se dos autos nº 0004600- 16.2016.8.22.0002, que o condenado, 03 dias após o brutal assassinato da vítima Valdete Henrique de Aguiar, também cometeu outro crime de homicídio que vitimou José Roberto dos Santos e, ao ser julgado, foi condenado ao cumprimento da pena de 21 anos de reclusão, utilizando-se do mesmo modus operandi, ou seja, matou 02 pessoas em apenas 03 dias”.

Leandro Oliveira foi condenado a 26 anos de reclusão, mas teve a sua pena em definitivo em 24 anos em regime inicial fechado. Apesar da sentença, o réu poderá recorrer.

Fonte:Jornal Rondoniavip

Comentarios
Emporio